textos

A gente não vai voltar… – Bruna Vieira.

Olá amores, tudo bem?

Hoje trouxe um texto maravilhoso da nossa querida blogueira Bruna Vieira, quando vi o texto não pensei duas vezes… Eu tinha que compartilhar ele com vocês.

Link do post: A gente não vai voltar.

Duas verdades dolorosas: a primeira é que eu ainda gosto muito de você. A segunda é que eu queria que a gente voltasse.

É, sei que o título do texto diz o contrário, mas você sabe que sentimentos são feito manchas de vinho em roupas brancas, é difícil de lavar. Mas por mais que meu coração anseie por sua presença e tudo aqui ainda me faça lembrar de você, já aviso que não irei correr atrás. Não vou te adicionar novamente, não vou te ligar, não vou cultivar falsas esperanças e jamais iria dizer sim caso você pedisse para eu me esquecer de tudo o que passou.

O que eu sinto agora? É passageiro e uma hora irá embora.

Porque a gente não vai voltar.

Mesmo se tudo aquilo que passou voltasse num instante, tipo máquina do tempo, e fosse consertado, para vivermos um lindo conto de fadas. Sim, se eu tivesse essa oportunidade, não bancaria a tola: por você, não gastaria uma viagem ao passado com esperanças infundadas de que iremos ficar bem – nós não iríamos.

E isso independe de você, sabe? Porque mesmo se você fosse a pessoa mais altruísta e empática de todas, o mestre do entendimento e o mais bonzinho, apenas não importaria, porque tudo o que aconteceu já aconteceu e, se você colocou um ponto final, não vou me esforçar para transformá-lo em vírgula.

Gastar o meu suor tentando colar as pecinhas do passado? Eu, não!

Tenho um futuro inteiro pela frente e não mereço me acorrentar a momentos bons que precederam uma angústia desmedida ao meu lado. Você virou pra lá, eu para cá e não tornarei a cruzar a mesma esquina que você.

O que os últimos acontecimentos trouxeram foi bem maior do que uma ruptura na nossa relação. Por um lado, posso ainda sofrer, mas, por outro, acho até bom. Mesmo que eu não sorria, que doa e que, por enquanto, todo o meu corpo clame por um abraço seu, sei que é momentâneo. Vai passar.

Porque o coração é meio besta, sabe? A gente não tem como mandar nele.

Mas o que eu aprendi é que com o cérebro continua tudo certinho, pelo menos por aqui. E como é ele quem comanda o resto, mesmo com os impulsos involuntários dos sentimentos, me faço ir cada vez mais para longe de você. 

Sem titubear, sem voltar atrás, sem súplicas. Aqui só tem futuro e, desde que você optou pela distância, é apenas isso o que você terá de mim”.

E ai, gostaram do texto da Bru? Eu estou apaixonada. Visitem o blog dela minha gente!

Um beijo!  ♥

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s